sexta-feira, 16 de março de 2007

Mente-me...

Esconde-me debaixo da tua asa... e não digas a ninguém onde estou!
Não contes que me sinto frágil, que me encontras-te perdida... que te pedi amparo! Dá-me cobertura nesta minha farsa...
Deixa que isso fique um segredo só nosso, um de muitos... apenas mais um.
Não permitas que a luz chegue aos meus olhos, não me deixes perceber que o dia chegou. Prefiro acreditar que ainda é noite e que posso dormir na protecção da tua asa... ajuda-me quando mentir a mim própria!
Afaga-me as penas, acalma-me o espirito, abraça-me forte e não me deixes voar... sim, impede-me de levantar voo... não me deixes ir embora! Assusta-me perder-te... tanto, que tenho medo de ser eu a voar para longe...
Hoje gostava que me mimasses, que me cantasses para que adormeça... inventa uma serenidade que não exista em ti e oferece-ma de presente. Põe-lhe um embrulho bonito e eu prometo não reparar que é falsa...
Hoje... hoje quero que me mintas... diz-me só o que quero ouvir, conta-me que tudo será perfeito... jura que és aquele que eu idealizo... garante-me que sou eu a “tal” mulher...
Mente-me!
Peço-te, mente-me... fá-lo só hoje e apenas porque te peço... prometo que amanhã voltarei à realidade, mas hoje preciso acreditar nas minhas mentiras!

26 comentários:

bublicious disse...

Ás vezes umas mentiras até sabem bem.... desde q sirvam para nos ajudarem a ver melhor as verdades ;).... Confusa... lol

bjnh

Cátia disse...

Protecção... carinho... apoio... confiança...! Há dias que precisamos do conforto da mentira! É tão bom acreditar que a vida é perfeita, que o mundo é perfeito... que somos perfeitas... que vivemos num conto de fadas... de encantar!

Protege-te... o sol vem aí... a realidade vem com ele...! Protege-te... se me perguntarem por ti direi que não te vi... direi que não estás... direi apenas que gosto de ti!

Um beijo pa ti prima!

Bruno disse...

O Mentiroso é quem conta várias mentiras, independente da mentira vir a ser descoberta ou não.
Dou por mim avaliar razões morais para conseguir tolerar mentiras porque na maior parte das vezes não são só para evitar conflitos. Talvez para mim exista um código ético para especificar quando a verdade é necessária, ou não.
Porque não mentir com etiqueta!
Não menosprezando a culpa e hipocrisia da mentira, mas que se torna de grande utilidade nesta sociedade convencional em que vivemos. É uma mentira inofensiva e jocosa que não me preocupa e é aceitável, pois dizer a alguém que estamos de boa saúde quando não estamos, ou evitar um encontro social mentindo, não condeno. Fico lixado é com a mentira ofensiva porque esta é mal intencionada e é absorvida em mim como se fosse um pecado mortal, condeno porque são mentiras maliciosas. Todos temos o nosso red-line para tolerar mentiras. E não preciso de um Polígrafo ou do Soro da Verdade para apanhar um mentiroso basta olhar a expressão facial para perceber que se mente e com todos os dentes.
Considero antiético mentir de uma maneira que piore um conflito em vez de diminuí-lo, ou alguma mentira que tire proveito desse conflito.

"Há quem afirme que é com frequência mais fácil fazer as pessoas acreditarem numa Grande Mentira dita muitas vezes, do que numa pequena verdade dita apenas uma vez."

Marta disse...

Bublicious,
Por vezes tenho necessidade de me enganar sim... preciso acreditar que tudo é possível, que não existem duvidas nem receios... tlv se eu acreditar... veja melhor a verdade tal como dizes, tlv a veja sem demónios!
Confusa... eu? Sempre :)
bj

Cátia,
Obrigada pela cumplicidade, tentarei esconder-me bem... apenas hj!
Hj preciso mesmo acreditar no sonho, ou corro o risco de acordar cedo demais!
Beijo prima! :)

Bruno,
Como eu confesso aqui, digo abertamente, EU JÁ MENTI!
Concordo que as mentiras de alguma forma se podem dividir em categorias, que temos os mentirosos, os q já mentiram e pelo que dizes os piedosos, que pelo que percebi do teu comentário são os que mentem para o bem dos outros... pois bem, aqui já não concordo. Com que direito decidimos que uma mentira deve ou não ser dita? Que essa mentira fará os outros mais felizes?
Vou pegar no teu exemplo, estou doente, mas digo à minha mãe que estou óptima. Ela não fica preocupada é certo. Mas um dia vai saber que eu menti (sabe-se sempre), essa mentira piedosa que fez com que não sofresse, tudo o que conseguiu foi que ela nunca mais confie plenamente quando lhe digo que estou bem. (será isto bom pra ela? Ou pra mim?)
Não sou mt tolerante com a mentira, com nenhuma das categorias, embora reconheça obviamente que umas serão mais graves que outras. Mas sei que somos humanos, que TODOS já o fizemos... procuro lembrar-me das minhas falhas!
De qq forma o meu texto era sobre "mentiras" daquelas que queremos ouvir mm sabendo q o são, daquelas q dizemos, apenas pq sabemos q quem nos ouve sabe do q se trata...
bj

Morgaine disse...

Mentir é uma arte, mas acreditar na mentira também o é. Maior arte ainda é desmascará-la. E esta arte de mentir não tem nada a ver com imaginação ou ficção porque ninguém mente sem querer. Só acontece mesmo com a permissão da alma e quem manda na alma é o homem.
Quem pensar o contrário é tolo, dono de uma burrice tremenda e não entende que se só conseguir enganar uma vez, a mentira não tem utilidade nenhuma. A mentira pertence aos imbecis e se bem que sejam “fáceis de detectar” quando à nossa frente, por escrito a tarefa também não é difícil. A Internet, o correio electrónico, os meios de conversação são autênticas portas para um mundo de mentiras. E no entanto, muitos esquecem que são os meios onde com alguma atenção se podem detectar gaffes fenomenais que podem prejudicar até as relações entre as pessoas.
Se uma amizade está a ser construída sobre mentiras, mesmo que inocentes, pode não durar muito, sobretudo quando sem o mentiroso se aperceber, o outro se apercebe da verdade. Esse outro que possuía uma disponibilidade sincera para acreditar no que o amigo diz é ferido profundamente e geralmente cala e consente. E como o mentiroso necessita de alguém que acredite nele, a mentira prospera até ao limite da ruptura.
Até nem me aborrece que me mintam. Excepto quando descubro a verdade. Porque acredito que devemos sempre optar por dois caminhos: o silêncio porque nele a verdade existe sempre OU optar por dizer a verdade porque todos, sem excepção, a merecem.

Cátia disse...

Estas doente prima?! Ve se cuidas de ti... e olha que os mimos da mama nem sempre é mau... :)

Parece que as mentiras são um tema delicado... E que está a "tocar" as pessoas... De facto não é bom mentir nem ser apanhado numa mentira... Quando é daquelas que fere ou com maldade! Mas é tão bom naqueles dias em que só há nevoeiro no nosso horizonte ouvirmos a frase "és perfeita", "amo-te para todo o sempre", "a vida é um doce", " a vida é perfeita por tu estares comigo"; "vai correr smp tudo bem"... humm... tão bem que sabe, embora no fundo saibamos que não será bem assim...Estou contigo e continuo a dizer que se me pergutarem... pela minha prima, direi que nao te vi, que provavelmente estarás no meu mundo encantado!

PENICO! (hoje ainda nao tinha dito...)

Fontez disse...

"hoje quero que me mintas... diz-me só o que quero ouvir, conta-me que tudo será perfeito..."
termina bem...indirectando o anjo...
Não tas em farsa nenhuma, nem se deve mentir...!
O pico está a chegar...e sim o tal verídico do verão nunca será no verão, mas bem mais cedo...tlv nos tempos dos "ovos de chocolate"...
;)

Marta disse...

Morgaine,
Eu não sou propriamente adepta da mentira, e o meu texto não fala do mesmo tipo de mentira que falas no teu comentário.
Se me perguntarem se já menti, vou ter que responder que sim, e sinceramente acredito que todos nós já mentimos em algum ponto da nossa vida, não acredito em "semideuses". Claro que as nossas mentiras podem ser pouco graves ou mt graves. A pergunta que te faço, sem qq juízo de valor é: Podes dizer em plena consciência que nunca mentiste? Sobre nada?
Agora o texto, falo de ilusão, hoje quero iludir-me de que é eterno e quero que ele me "minta" dizendo isso mesmo. Os dois sabemos que a eternidade dura por vezes apenas momentos, mas ainda assim quero-o ouvir da sua voz...
bj

Cátia,
Primota... entendeste-me! É exactamente isso!
Obrigada pela ajuda nas explicações, foste mt mais clara que eu! :)
Penico grande!

Fontez,
Será qd for... qd tiver q ser...
Se eu achasse que era uma farsa, não lhe ia pedir que me alimentasse a ilusão, o sonho, o delírio, a loucura, o que lhe quisermos chamar!
Mentir é feio sim... neste caso não... mas independentemente disso todos temos os nossos pecadinhos!
bj

Morgaine disse...

eu tinha percebido..aproveitei foi para falar da mentira. Continuo a nao conseguir comncordar contigo martita embora tenha percebido bem o que queiras dizer,entendo perfeitamente. Mas depois, quando a ilusão passa e sabes que nao passou disso não te dói? Penso que isto é apenas uma espécie de barreira natural. Ah, quanto ao meu post, eu invento um bocado.. é a minha imaginação.. hehe ;)
beijocas

Marta disse...

Morgaine,
Claro que me dói... mas se não sonhar e fantasiar, começo a sofrer hoje, um sofrimento antecipado, que até pode nem se justificar... Qd cair, quero cair de bem alto... é sinal que lá cheguei!
Tu inventas um bocado... hummm, por aqui tb há disso :)
Mas... qd falo de mim, falo realmente de mim... tal como sou!
bj

Jefferson P. disse...

Gostei. Porque não... dar ouvidos a mentira que nos faz bem... às vezes?

Belo Post. Parabéns!

bjssss

Cátia disse...

Vim comer uma sobremesa e beber o tal cafe que me prometeste... Estava só e precisava de um cantinho para me refugiar... para vir falar... lembrei-me aproveitar a tua fantasia e vir até à tua casa... Vim, abri a porta e entrei!

Achas que fui mais clara que tu?! Estás a ser simpatica... não disse nada que não tenha dito tb! Entendemo-nos linda... e isso é mt bom! :)

Fiquei curiosa... A morgaine tem blog?! Fiquei curiosa em ler as suas fantasias...

Um beijo!
Se estás efectivamente doente prima, as tuas melhoras...

Marta disse...

Jefferson,
Obrigada, ainda bem que gostaste!
Uma mentira do género : "Amo-te para sempre!" faz-nos bem sim, ainda que saibamos que seja mentira!
bj

Cátia,
Venho fazer-te companhia no café... já o bolito hj não está mt bom... mas enfim... amanhã ou depois faço outro! :)
Gosto que me entendas e de te entender... é mt bom!
A Morgaine tem blog sim, aqui está o endereço: http://newcitadel.blogs.sapo.pt/
O estar doente era, felizmente, apenas um exemplo :), mas obg pelo teu carinho, és uma prima mt querida!
bj

Cátia disse...

É bom ter a tua companhia... :) E quanto ao bolito estava optimo, só porque foi feito com amor...!

Tb pensei que teria sido só um exemplo e por isso coloquei o "Se.." ;)

Tb és mt querida linda...
Um beijo para ti

Cátia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta disse...

Cátia,
Tem uma boa noite e um excelente fds!
Fica prometido um bolo de chocolate delicioso.:)
bj

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Por vezes temos essa necessidade de mentir a nós proprias...
mas é momentâneo.... não faz bem!

Maravilhoso como sempre!


1 beijo =^.^= tarina

ju disse...

Mentir é muito subjectivo. E ela para além disso às vezes é tão nossa amiga - protege-nos!

S. disse...

Tell me lies
Tell me
Sweet
Little
Lies

Porque às vezes é do alto dos nossos castelos de cartas que melhor vemos mundo ;)

Beijinhos

Dad disse...

Atenção blogger!

Informação do jantar de Primavera dos bloggers
No blog http://momentosdeluar.blogspot.com/

Bom fim de semana para todos!

Fontez disse...

se tu acreditas(...) , arrisca!! é tão simples! ;)
de um simples observador acredito que arriscas bem...e sim...com dizias e bem, "com calma, aos poucos",..não me admira que os antigos já dissessem:2 devagar se vai ao longe" ;)
bom fds dear.

Fontez disse...

se tu acreditas(...) , arrisca!! é tão simples! ;)
de um simples observador acredito que arriscas bem...e sim...com dizias e bem, "com calma, aos poucos",..não me admira que os antigos já dissessem:
"devagar se vai ao longe"
;)

bom fds dear.

Cátia disse...

Passei para te deixar um beijo, com o desejo de que tenhas tido um bom fim de semana e os votos de uma boa semana!

Passarei por aqui..
Beijo

Marta disse...

Tarina,
Por vezes queremos acreditar em pequenas mentiras... mesmo sabendo que o são, pq elas nos permitem desfrutar o sonho de forma mais completa.
Claro q o fazemos por pouco tempo, realidade chama por nós... e temos que responder!
Obrigada.
bj

Ju,
Protege sim... outras vezes mata!
bj

S,
Daqui do alto do meu castelo de cartas, vejo um mundo fantástico, que sei q não existe, mas viverei nele enquanto puder...
bj

Dad,
Desejo-vos um bom jantar.
bj

Fontez,
Pra ti um beijo :)
Obrigada.

Cátia,
O fds foi para descansar... foi bom por isso! Espero q o teu tenha sido bom.
Uma boa semana tb para ti, irei visitar-te!
bj

tope disse...

No inicio fez-me lembrar os pikenos que se escondem com vergonha no meio das pernas dos pais, porque são eles os protectores. "conta-me que tudo será perfeito", sim pelo BI é....
Mas mentir não, o pior mentiroso é aquele que mente a ele próprio.
Mas sabe bem por vezes ouvirmos aquilo que queremos e não sermos contrariados mesmo dizendo que uma parede é verde sabendo que é branca.
Fica bem...

Marta disse...

Tope,
Sabes o que é irónico? Mesmo isso do BI, eu não sei se é verdade, ainda que sinta que sim!
Acho que foste mais um que não entendeu a minha "mentira"... mas ela não é o bicho mau pintam por aí... não esta pelo menos, e não a quero sempre, apenas nos momentos que fraquejo! (q são alguns... sou uma fraca :) )
bj