quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

A Marta existe?

Tenho pensado sobre isto.
Criei a Marta há tanto tempo, que me baralho sobre a sua existência. Ela nasceu muito antes do blog, começou por ser um personagem secundário de um drama de 3ª, e daí tem evoluído para o q conhecem hoje. Pouco a pouco e sem que eu desse conta ela foi ganhando terreno... cresceu em mim, ganhou vida e lançou-se no mundo. Fê-lo de uma maneira que eu nunca consegui.
Os meus amigos, os mais íntimos, conheceram-na e gostaram dela, acho mesmo que a preferem a mim!
A Marta é mais solta, mais livre, menos cobarde... acho que projectei nela o que sempre quis ser e não tive coragem. Mas não a criei perfeita, longe disso, ou não fosse ela um reflexo de mim...
A Marta criou este blog, começou por contar os meus segredos e agora fala quase exclusivamente de si. Dedica-se a descobrir-vos, a seduzir-vos, a chocar-vos... homens e mulheres, sem excepção!
Aposto que se vos perguntasse (aos que já me conhecem e aos que me conheciam) com que nome pensam em mim, a resposta seria simples e rápida. “Marta!”
Compreendo, até eu já penso em mim como Marta. Mas tenho dias em que quero a minha vida de volta, só para mim, só minha, em que não quero partilhar com ninguém os meus amigos, em que tenho vontade de a matar... para recuperar o que é meu!
Hoje não é um desses dias. Se no inicio ela foi inventada, hoje ela é real, tem a sua própria vivência, a sua história, os seus “amores”!
A Marta respira tanto ou mais do que eu, sente tanto ou mais do que eu... é certo que é desenfreada, inconsequente... mas ela só o é, porque é jovem, porque se (nos) permite viver... sonhar...
A Marta existe?
Sim! Independentemente do nome que me deram quando nasci...
A Marta conquistou-me, e hoje quando acordei e pensei em ti... percebi que era ela...

22 comentários:

Sonhador disse...

A Marta existe sim e quanto eu gosto de a ler, de a sentir, gosto da alegria, do prazer que me transmite.

Mais um doce sonho para ti.

cdesag disse...

Se não fosses inventada, tinhas de existir...

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Engraçada esta tua forma de te "dizeres"...
Engraçado que nalgumas coisas que disseste m identifico tanto... tanto...

Gosta dessa Marta que existe em ti... até poderia ser uma inês ou até uma ana, mas não é marta e gosto do que ela represnta.. do que ela fala e do que nos consgue transmitir...

Tenho plena certeza qu por vezes gostarias de ser como ela... conseguir fazer aquilo que ela diz conseguir...

Compreendo-te, a sério!

1 beijinho e não a mates por favor!
=^.^= tarina

Marta disse...

Sonhador,
Obg pelas palavras e pelo sonho... a Marta, a q sonha de nós as duas agradece :)
bj

Cdesag,
Assim não existo... mas inventam-me a cada dia...
bj

Tarina,
:) Gostei desses outros nomes que apresentaste!!! :)
Sim, gostava de ser como a Marta, se bem que a cada dia ou ela se parece mais comigo, ou eu fico idêntica a ela!
Não pretendo matá-la... a não ser que ela me tente matar a mim...
bj

Xanusca disse...

Eu gosto da Marta!
;) muito

Marta disse...

Xanusca,
A Marta tb gosta mt de ti!!!
;)
bj

bublicious disse...

Eu não te conheço... mas gosto mto da Marta e algo me diz q se te conhecesse tb iria gostar mto de ti! 2 Princesas numa só é dose ;)!

bjnhs

Cátia disse...

Olá a ti, e olá à marta...

A Foi a Marta que conheci, conheço os seus pensamentos... E gosto dela. E de ti também com certeza, nao fosse a Marta o teu reflexo.

Se é mais facil exprimir assim, porque não? Das a conhecer os teus pensamentos e vontades através dela?! Que seja entao... Por vezes seria bom todos termos uma "marta" para que fosse mais facil "comunicar"!

Qual Fernando Pessoa...e seus heterónimos... ;)

Beijinhos

Maxima e pensamentos disse...

Não interessa nada o nome... normalmente nem nos indentificamos com o nosso nome,pois nem foi escolhido por nós...o mais importante é a pessoa que existe por detrás desse nome... seja Marta,Jaquina,Floribela,etc...etc...se te indentificas como Marta continua,eu pessoalmente gosto da Marta que leio.

Beijo

Marta disse...

Bublicious,
Isso das princesas é discutível... :)
Mas sim, comigo as coisas são em dose dupla, para o bem e para o mal...
bj

Cátia,
É mais fácil contar o q se passa com a Marta do que o q se passa comigo... Não estou demente, sei perfeitamente que somos a mm pessoa, mas a invenção de uma nova mulher permite-me uma ilusão de liberdade, de começar de novo... com a bagagem q a vida me deu a mim, tentar acertar com ela... comecei por dizer-me não demente... pois... :)
bj

Máxima e pensamentos,
Eu por acaso até gosto do meu nome...
O "Marta" surgiu numa brincadeira de amigos e foi ficando... agora já faz parte de mim... e eu tb gosto dela! :)
bj

Cátia disse...

Demente?! Claro que não... nunca achei tal coisa... ;)

Acho que é uma forma de te conseguires exprimir melhor... e se assim é, se esta é a forma de te termos por inteira, com os teus pensamentos e ideias que por vezes são dificeis de exprimir... entao que seja! :) E quantos poetas, escritores e afins não utilizam o mesmo método?!

Força e continua... Estou de gostar de conhecer as duas!

Beijinhos

Borboleta disse...

Bom dia Martinha..pois é..para mim és a Martinha...antes de o teres revelado, acreditei que marta fosse o teu verdadeiro nome...mas um nome é apenas um nome...jinhos e uma boa semana ;)

Marta disse...

Cátia,
Não achei q me considerasses demente... eu sei q por vezes sou um pouco sim, mas é uma demência ainda dentro do razoável...
Qt ao terem-me por inteiro, só me terão enquanto assim o for... tudo ou nada! Neste momento sou vossa. :)
bj

Borboleta,
Não foste a única...
Será um prazer continuar a ser Martinha para ti... tb te considerarei sempre uma menina linda! ;)
bj

Lindona disse...

A Marta existe mesmo! Sinto-lhe à falta de quando em vez...

Mina disse...

Se faz parte de ti, é real. Não importa o nome ou nick que lhe dás, é um pedaço da tua existência :)
Bjs!

Marta disse...

Lindona,
Que bom saber.
bj

Mina,
É isso mesmo...
bj

Esteril disse...

A marta és tu...
São os teus desejos e pensamentos, que podes por vezes não ter coragem de assumir como tu mesma. Mas ela és tu, tu és ela. Se ela te fascina, tu fascinas-te a ti, tu a fascinas e vocês se fascinam... Quase parecia o verbo fascinar :))
Se matares a marta que há em ti, só é bom, se tu passares a assumir esse teu eu interior, pois se for uma morte de abafar essas emoções, estas a abafar-te novamente, como já o fazes à muito...
Espero que me tenha feito entender... :)
bjs

Marta disse...

Esteril,
Fizeste sim :)
Não a quero matar... quero apenas q ela n tome tudo o q é meu!
bj

Esteril disse...

Tu é que tens de tomar tudo o que é dela, pois tu é que mandas nela ;)
bjs

GK disse...

E porque não a matas e assumes a identidade dela? Se podes tudo o que ela pode... Seria uma libertação, não? ;)

Bj.

Anónimo disse...

Há acasos que nos levam ao desconhecido. Muitas vezes acabamos descobrindo algo sem interesse e nada em concreto… outras encontra-se surpresa e elementos positivos. Acabei encontrando este blog ao acaso… acabei encontrando conteúdos realistas, muito individualistas e bem escritos. Escreves de uma forma interessante, pessoal, frontal e deliciosa. Obrigado… foi um prazer “descobrir” a Marta.
Também eu tenho uma “Dark” cá dentro que criei meio sem dar conta… para me mover com subtileza dentro de mim sem medo de nada, nem do receio da exposição.

Voltarei … um Beijo da Dark!

Marta disse...

Gk,
Pq ainda sou demasiado cobarde!
bj

Anonymous,
Gostei de te receber!
Obrigada pelas tuas palavras... é um prazer "descobrirem" a Marta!
Com quem falei? Presumo que com a "Dark" dentro de ti...
bj