terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Bernardo

Hoje não vou fantasiar.
Todos temos coisas e pessoas fantásticas nas nossas vidas. Eu não sou excepção, aliás, se pensar bem até tenho muita sorte com o que a vida me dá.
Hoje falo do Bernardo.
Além da minha família directa, não há ninguém e isto quer mesmo dizer ninguém, que seja mais importante que ele, ou que ocupe o seu lugar em mim.
Nada do que aqui possa escrever será novidade para ele, confesso-lhe o meu amor muitas e muitas vezes, e por mais que o diga, será sempre insuficiente para descrever o que sinto por ele! No inicio deste blog apresentei-o como o Homem da minha vida... hoje confirmo-o!
Conheci o Bernardo em setembro de 94 e foi amizade à primeira vista... desde aí nunca nos separámos, é certo que as nossas vidas nos têm afastado geograficamente uma ou outra vez, mas nada nem ninguém nos separa, continuamos presentes na vida um do outro, próximos, confidentes, parceiros, aliados. O que nos liga supera qualquer distância.
Passados mais de 12 anos, partilhámos tudo o que se pode partilhar com um amigo. Fi-lo com ele, como não o faria com mais ninguém, porque ele é único, especial, porque somos semelhantes, porque nos entendemos, nos respeitamos, nos amamos... Se alguém me conhece esse alguém é ele, tem a capacidade de lidar com todos os bichos que vivem em mim, e acreditem quando vos digo que são muitos.
A felicidade de o ter na minha vida é indescritível.
O Bernardo foi ao longo dos anos o meu pilar, a voz da consciência e o diabinho. A sua paciência, o seu ombro salvou a minha réstia de lucidez perante a vida, por mais vezes que lhe agradeça nunca será suficiente.
Hoje, perante os que aqui me visitam digo-lhe:
“Obrigada amigo, por seres quem és, por te teres cruzado comigo e teres ficado na minha vida... adoro-te!!!”
Muitas vezes me têm perguntado se não seria possível funcionarmos como casal e a resposta chegou sempre de imediato e sem hesitações: “Não!”
“Não o achas atraente?” Continuam.
“Acho-o bonito, por dentro e por fora, mas é meu irmão, um irmão que eu escolhi e não um que a vida me impôs.”
Falar de mim, da minha vida, das minhas emoções e não falar da minha relação perfeita, e a palavra é mesmo essa, perfeita, seria deixar de lado o melhor de mim, seria amputar uma boa parte do meu coração, que é dele.

Bernardo, temos que nos ver... tenho tantas saudades do teu abraço... a falta que me fazes...

12 comentários:

Fontez disse...

Bernardo=Pedro?
Bernardo é de família e Pedro o que provocou sofrimento no teu heart maltratando-te?
...
O Bernardo sabe que tens blog? Sabe que falas dele no blog? Se não sabe porque não o dizes? se sabe porque não fala ele?
Bem 12 anos é muita amizade...!
Ele tá longe certo?
Preferes amizade perfeita ou amor imperfeito?

Marta disse...

Fontez,
Bernardo não é igual a Pedro.
O Pedro maltratou-me em troca dos meus maus tratos para com ele.
O Bernardo é da família que escolhemos ao longo da vida. Ele sabe que tenho o blog, é o único que o sabe (meu amigo ou conhecido), também sabe que falo dele... ele fala, não o faz aqui, apenas isso. (acho que não o faz aqui)
Ele está longe e sempre presente:)
Prefiro uma amizade perfeita a um amor imperfeito.
Gostaria de ter a amizade perfeita e um amor perfeito... sei que ainda vou ter um pelo menos bem vivido... tenho tempo!

Borboleta disse...

Oi Martinha..foi com um grande sorriso que li o teu post...viva o Bernardo que é um querido e te faz sorrir :)

jinho grande para ti :)

Fontez disse...

carissima marta,
meu irracional e estúpido cérebro já ta mais esclarecido. lol ;)
sem duvida perante a resposta que deste e da maneira como finalizaste!
bjs

Marta disse...

Borboleta,
Sim vivam os Bernardos que alegram as nossas vidas :)
Beijo grande

Fontez,
Continuas a dar um nó na minha cabeça, não percebi nada. :)
Achas que te chamei de irracional??? NÃO!!! Fui brusca na minha resposta? Sorry... Se fui, apesar de achar q não fui, lamento, não o fiz com intenção.
“sem duvida perante a resposta que deste e da maneira como finalizaste!” ... ??? Sem dúvida o quê?
Beijo

Fontez disse...

Dear Marta:
Não penso que me aches anormal e irracional, nada disso. Eu é que digo isso. Eu é que digo que meu cérebro é irracional ao ponto de estar sempre a reflectir seja o que for...! Não me dá sossego...!Entendes o que digo? Não! Tu és formidável...e tens uma escrita espantosa...! O facto de ter dito que finalizaste bem o comentário, sim finalizaste bem: «Prefiro uma amizade perfeita a um amor imperfeito. Gostaria de ter a amizade perfeita e um amor perfeito... sei que ainda vou ter um pelo menos bem vivido... tenho tempo!»
Sim gosto do que escreveste...! Muito bem dito.
bjs
Continua...

P.S. sim já entendi as diferenças entre Bernardo e Pedro, que são imensas pois.

cdesag disse...

Pela altura e tua idade, parece alguém que conheceste na universidade. Os meus melhores amigos (que não dados pela familia) também foi ai que os encontrei.

Marta disse...

Cdesag,
Sim.
Foi ao lado dele que fiquei numa das primeiras aulas, ainda em choque com as mudanças que a minha vida tinha sofrido... e senti-me em casa.
Recordo tb a rebocada que levámos por termos estado a falar o tempo todo:)
Acontece quase com toda a gente, já somos adultos, ou quase, escolhemos, não nos é imposto pela condição geográfica.

Esteril disse...

Realmente ter amizades assim é fantástico. Vale mais uma amizade assim que um amor que acaba depressa. Não precisas de lhe agradecer, o melhor agradecimento que lhe podes dar é dares-lhe também esse carinho e amizade, pois ele certamente pensará o mesmo da tua amizade.
Que dure para sempre a vossa união.

Marta disse...

Esteril,
Eu também espero que dure para sempre... e acredito q vai durar.
bj

Anónimo disse...

Olá a todos!
Eu sou o "Bernardo"... e tive um tempinho da minha crasy life e vim aki. Muito se falou desta "Marta", e, acredito piamente que o melhor nestas situações são as poucas que irei professar. Aki Vai:
Marta, eu também TE AMO MT !
e não tenhas duvidas que durará para sempre!
Beijos e Abraços aos demais...

PS: prometo vir aki mais vezes..e ficar atento a novos desenvolvimentos.
PS2: Beijinhos Marta :***

Marta disse...

Sei que sim... nunca duvidei por um segundo sequer...
Tb sei q andarás por aí... q andaste por aí :)
Beijo grande!