quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Ontem

Como era previsível a realidade chamou por mim e eu respondi. Acabaram os sorrisos, fica a esperança, o sonho, fico eu...
Obrigada pelo dia fantástico de ontem, obrigada pelo delírio, obrigada porque me senti viva... para isso precisei apenas de um nada... sim, por vezes precisamos de um nada que é tudo aquando do momento certo.
Ontem foi assim, um nada que eu agarrei com as duas mãos, que eu desfrutei com todas as minhas forças, que se transformou em tudo e hoje voltou à sua condição.
Sei que andas por aí e eu encontrar-te-ei! Já te senti, ainda que de longe, de muito longe, mas senti, trazias um perfume que não conheço, mas gostei desse teu cheiro...

11 comentários:

Esteril disse...

As vezes um só café, da-nos um prazer enorme... Anda ai paixão no ar...

Marta disse...

Esteril,
Foi menos que um café, e foi tão bom... talvez... talvez ande paixão no ar... ou não, ainda vou descobrir:)
bj

Fontez disse...

Espero que descubras!;)
Mas não prefiras o caminho da paixão pois é tão breve e fugaz, prefere antes procurares no caminho do Amor!
Bem há quem diga que a paixão e amor são indissociáveis ... mas eu acho que são dois trilhos diferentes...!
(vês como tenho opiniões esquisitas e inúteis)...

Marta disse...

Fontez,
Neste caso concreto, pensar em paixão, que é irracional e fugaz, já é ridículo, e só vindo de alguém desmiolado como eu. Pensar que pode transformar-se em amor é um caso clinico :)
Claro que a escolher queria o amor perfeito de q falava outro dia, mas n está nas minhas mãos...
Acho q paixão e amor são sentimentos distintos, ainda q o amor possa surgir no seguimento da paixão.
(como vês as minhas opiniões tb não são nenhum modelo)
bj

Mina disse...

Já que a felicidade são momentos, é muito bom sentir-se assim, nem que seja apenas por um dia, significa que respiras! Mais dias assim virão, sério! ;)
Bjs.

Marta disse...

A felicidade são momentos e na maioria dos casos simples... sei que outros virão sim.
bom fds, com bons momentos :)
bj

Fontez disse...

Dear Marta o Amor conquista-se! A Perfeição não (nunca) se conquista.
Não existe perfeição, logo não existe amores perfeitos. Eu prefiro o Amor ao amor, se é que me entendes...!
Tu és Humana dear, e tuas acções, pensamentos são Humanos, por isso não tem sentido falares em "desmiolagem"..., pois assim seríamos todos desmiolados! ;)
carpe diem

Marta disse...

Fontez,
Percebo, mas somos diferentes... a escolher escolhia o amor...
Tb sei q a perfeição não se atinge, mas falamos de desejos, e o desejo seria um amor perfeito sim...
bj

Fontez disse...

desejos são coisas breves, mas sonhos são coisas maravilhosas e longas...e na senda do amor...!
Não vejo diferenças, mas sim apenas interpretações diferentes...!
;)

Esteril disse...

foi menos q um café, mas foi nalgum café, quando passeavas livremente, que alguém chamou por ti? Será chuva, ou gente? :))

Marta disse...

Esteril,
Gostava q fosse neve :) mas acho q é só frio :)
sem situações concretas, continuemos no abstracto...
bj