terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Dona de mim

Entre copos, gargalhadas e alguns percalços 2007 chegou...
Chegou assim como os que o precederam, anunciado e desejado... mas veio envolto numa neblina pouco habitual.
Nos últimos dias de 2006, aconteceram tantas coisas, que me encontro entre o apreensiva e o radiante. Como acontecera ao longo do ano, as emoções dividiram-se por quase todos os aspectos da minha vida, familiar, profissional e amorosa.
O mundo gira numa velocidade alucinante, sinto o hoje distante do ontem e o amanhã diferente do hoje, não sei se melhor... apenas diferente!
Tenho as rédeas da minha vida quase seguras nas mãos, sinto que com um pequeno esforço as agarrarei de vez e aí meus amigos, não vai haver quem me segure. As janelas estão abertas, o sol nasce no horizonte e eu estou quase pronta para o mundo, ainda tenho medo, ainda estou insegura, mas sou quase dona de mim.
Sei que a luta vai ser dura, sei que surgirão baixas, sei que haverá revelações, sei que vou chorar, sei que será difícil... mas estou a aprender a acreditar em mim.

Como diz a velha música:

“Que venha essa nova mulher de dentro de mim,
Com olhos felinos felizes e mãos de cetim
E venha sem medo das sombras, que rondam o meu coração,
E ponha nos sonhos dos homens
A sede voraz, da paixão
Que venha de dentro de mim, ou de onde vier,
Com toda malícia e segredos que eu não souber
Que tenha o cio das onças e lute com todas as forças,
Conquiste o direito de ser uma nova mulher
Livre, livre, livre para o amor....quero ser assim, quero ser assim
Senhora das minhas vontades
E dona de mim livre, livre, livre para o amor, quero ser assim,
Quero ser assim, senhora das
Minha vontades e dona de mim....
Que venha de dentro de mim, ou de onde vier,
Com toda malícia e segredos que eu não souber
Que tenha o cio das corças e lute com todas as forças,
Conquiste o direito de ser uma nova mulher
Livre, livre, livre para o amor quero ser assim, quero ser assim,
Senhora das minhas vontades
E dona de mim livre, livre, livre para o amor, quero ser assim,
Quero ser assim, senhora das
Minhas vontades e dona de mim....
Que venha essa nova mulher de dentro de mim
Que venha de dentro de mim ou de onde vier
Que venha essa nova mulher de dentro de mim”

Não vos posso ainda dizer se evoluo ou regrido, mas sem dúvida estou em mutação.

2 comentários:

Esteril disse...

Cara Marta,
Tu não és quase dona de ti, és Dona e Senhora do teu nariz, da tua vida. Se andaste perdida, só essa convicção já é bom sinal, mas tu é que comandas a tua vida. Vais sofrer algumas vezes, as vezes parece que tudo vão desabar e não há nada de bom, aí é que tens de ter essa convicção de acreditares em ti e não enfiar a cabeça na areia como a avestruz... Porque foi assim que a Alemanha perdeu a guerra... lol
Ou seja, por mais que apareçam obstáculos ou pedras no caminho, junta-os, supera-os e constrói um castelo mais forte que é a tua felicidade.
Bjs

Fontez disse...

Quem manda em "nós" somos nós! ;)
Bom ano 2007!
Aprende a acreditar em ti sim, para depois pores em pratica! ;)