sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

"Queridinhos"

Olá! Hoje venho aqui apenas para aliviar o stress. Assim sendo, faço desde já a seguinte advertência:

As palavras que se seguem podem ser consideradas chocantes ou ofensivas, pelo que aconselho aos mais sensíveis a pararem desde já a sua leitura.
...
Já estão cá só os fortes???
...
Ei, você aí, ainda está a tempo de bazar!!!
...
Ah! Agora sim, avancemos.

“Meus amigos”, seguindo o rumo indicado pelo Atento, vou chamar as coisas pelos nomes e não me ocorre uma expressão melhor do que esta para descrever o meu dia:

Andam-me a foder o juízo!!!

O dia começou mal, adormeci. Desde aí é só piorar... Não há cabrão nenhum que me desampare a loja.
Pois bem meus meninos, aqui vai o que tenho pensado de e sobre vocês o dia todo, sempre que vos vejo, sempre que vos ouço, sempre que vos imagino, resumindo a tempo inteiro e sem intervalar:
- Estou fartinha de vos aturar;
- Quero que metam as vossas teorias de merda cu acima;
- Se são tão bons no que fazem e auto-suficientes, deviam fazer tudo sozinhos, eu ia adorar;
- Se querem brincar, vão brincar com a coisinha que o papá e a mamã vos fizeram, por mais pequenina e desinteressante que seja, e eu não duvido que se enquadrem nesta descrição;
- Se querem brigar, pois bem, que o façam, eu fico na bancada a aplaudir!

“Meus amorzinhos” uma mensagem carinhosa para os queridinhos neste inicio de ano: Vão-se foder!

Qualquer dia passo-me de vez da marmita e mando-vos a todos pro caralho!!!

AAAAAAAAAAHHH! Que bem me soube...

Desculpem lá qualquer coisinha...

14 comentários:

Anónimo disse...

Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,Clap,
Pois é assim k se fala, Dasse!
o Atento

Borboleta disse...

:) lol ...lol...de facto há dias assim...jinhos

Esteril disse...

Se te andam a foder e não te dão prazer tá mallllllllll.....
Pronto, hoje vou fazer os possíveis para me ir foder, sou um gajo bem mandado :)
Espero que já tenha passado a fúria a esta hora.
bjs

Marta disse...

Meus queridos, Atento, Borboleta e Esteril (não confundir com queridinhos), isto depressa vem e depressa vai, mas enquanto está... nem vos conto, viro bicho! :)
bom fds
beijo

Mina disse...

Como eu te entendo... também ando a passar uma fase do género. É só uma fase, é só uma fase... espero :)
Beijoca e bom fim de semana.

GK disse...

LOL Se aliviou, valeu!
Olha, já pensaste dizer isso na cara dos ditos cujos? Com duas precauções fundamentais:
- não se pode mandar foder o chefe (é a única excepção);
- não pode haver testemunhas para o sucedido. Nada chateia mais um espertalhão do que ir fazer queixinhas ao superior porque “fulana o mandou à merda”, esperando, claro, que “a fulana” – que sempre se regeu pelos padrões da ética – diga a verdade e ela responder: “Eu?! Nunca faria tal coisa! Que horror!” LOL Sabe BEEEEM!

BOM ANO!

EU disse...

Se te soube bem, é o principal. Nós estamos cá para "o que der e vier".

Vou seguir o teu conselho... lol

cdesag disse...

É das coisas que eu gosto ao viver no norte, o facto de não se confundir um "palavrão" com uma asneira. Às vezes sentimos esta necessidade de em vez de usar uma virgula, dizer um palavrão.
Sabe bem e faz falta. Claro que com moderação e sem vulgaridade.
Se precisar de ajuda para dizer mais alguma coisa, posso sempre ir ao Porto buscar uns caragos...

Marta disse...

Obrigada pelos comentários de incentivo:)
Se voltar a precisar eu desabafo, mas prometo q aviso com antecedência que os disparates que vou escrever são ainda maiores que os habituais.
Entretanto digo-vos apenas que a fúria passou :)
bj

Xanusca disse...

:D :D :D tás lá!

Cris disse...

Carago! Até a mim soube bem o seu desabafo!

Marta disse...

Cris,

Sabe, ando a precisar de ter outro desabafo destes... é que os queridinhos ainda são os mesmos! :)

Bem vinda a esta minha velha casa. A mais velha, a mais desabitada, a que mais me revela... permita-me a ousadia do que lhe vou dizer a seguir. Aproveite a sua recente casa não só para se procurar, mas também para se encontrar. Aproveite o tempo mágico em que do outro lado do monitor estão apenas desconhecidos. Desconhecidos cujos pensamentos e/ou julgamentos a nosso respeito não nos incomodam, nem nos inibem. Aproveite este tempo para se mostrar, para se permitir ser quem é. Quem gostar que fique, quem não gostar que vá. Liberdade absoluta. Mais tarde, quando do outro lado tiver apenas, ou maioritariamente amigos, será inevitavelmente mais comedida... comigo foi assim. Esta é a casa da liberdade. Aqui dei-me até ao luxo de catalogar amantes, sem o medo do que pensariam. Não o posso fazer agora, estou já condicionada. Digo todas as asneiras que me passam pela cabeça, desde que superficiais e pouco mais que isso. As confissões agora são camufladas, ou engolidas...

Beijo!

Cris disse...

Pois, Marta, mas eu já estou inibida porque tenho amigos que sabem que sou eu e que me visitam. Mas posso sempre abrir outro blog sob pseudónimo... :)
Já me fartei de chorar com este seu blog, mas também já sorri e já gargalhei.

Marta disse...

:) Eu por aqui também chorei, sorri e gargalhei... amo este espaço.

Quanto a si, porque não fazer isso? ;)

Ah já agora, acho que ainda não lhe disse, mas deve imaginar, Marta também é só um pseudónimo. :)